domingo, 23 de abril de 2017

A ÚLTIMA CEIA…
É um céu cinzento
Uma neblina férrea
Que não nos deixa ver o horizonte...
Que nos corta a respiração
E nos emagrece a garganta
À cadência de cada migalha evaporada
O quadro de gaivotas que antes adornavam os ares
E nos recordavam os mares e os rios
Tende a ser rendido por um esquadrão de abutres
Cor de velório com gente de cabeça vergada
Sem lágrimas, porque os olhos
De tão denegridos e mirrados
Já não têm força para chamar as águas
Pela rua caminhamos cada vez mais débeis
Já não entramos em estradas para não nos perdermos
Apoiamo-nos ombro a ombro para não cairmos
Vigiados pelas aves rapinas
Que pacientes e sequiosas de pele humana
Esperam a todo o momento a última ceia.

ÂNGELO GOMES – 23/4/2012 – 21h15

quinta-feira, 20 de abril de 2017

autocarro anfíbio que já circula em Lisboa.

https://youtu.be/cw01EXP1qS8

60minutos em terra
30 minutos no rio

Fonte: Renascença no Ar

O Papa Francisco confirmou esta quinta-feira, em consistório, que a canonização terá lugar durante a sua visita a Portugal, precisamente no centenário da primeira aparição.

A canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta terá lugar já no próximo dia 13 de Maio, em Fátima, durante a visita do Papa ao santuário.
A data e a hora da cerimónia foram confirmadas pelo Papa esta quinta-feira de manhã num consistório que teve lugar em Roma. Imediatamente em Fátima começaram a repicar os sinos e o reitor do Santuário dirigiu-se à Capelinha das Aparições, para rezar em acção de graças.
Desde que a Igreja anunciou que não havia obstáculos à canonização que esta era uma hipótese, no entanto não era uma certeza. Nem sempre os santos são canonizados nas suas terras. Teresa de Calcutá é um exemplo de uma santa recente que foi canonizada numa cerimónia em Roma, e não na Índia, onde desenvolveu grande parte do seu ministério.
Mas o facto de o Papa Francisco visitar Fátima para assinalar o centenário da primeira aparição foi alimentando a esperança de que a Igreja permitiria fazer-se a canonização em pleno centenário, o que agora se confirma.
Francisco e Jacinta Marto eram irmãos e juntamente com a sua prima Lúcia viram Nossa Senhora na Cova da Iria no dia 13 de Maio de 1917. Apesar da repressão de que foram alvo por parte das autoridades civis e eclesiásticas as crianças mantiveram-se firmes nas suas afirmações e as aparições foram-se sucedendo, culminando no milagre do Sol, testemunhado por milhares de pessoas, em Outubro do mesmo ano.
Francisco e Jacinta acabaram por morrer ainda crianças, vítimas de doença. As canonizações de crianças são raras na Igreja católica e esta fará de Jacinta Marto a mais nova santa não-mártir da Igreja, com apenas nove anos.

 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Fonte: Correio da Manhã

  •  
    O Facebook da Polícia de Segurança Pública divulgou, esta terça-feira, uma mensagem tocante de despedida a um herói de quatro patas. Uma nota, assinada por Luís Feiteira, "parceiro" do cão Bit, que morreu, está a emocionar as redes sociais.

    "Quero desta forma fazer uma simples homenagem a um companheiro, um amigo, um parceiro, alguém que marca as nossas vidas para sempre. Tinha muita coisa para falar deste fiel amigo por aquilo que me fez crescer como homem, como polícia e acima de tudo como ser humano pois agora passados 13 anos 8 meses e 4dias foste descansar da tua missão à qual dedicaste a tua vida", começa por escrever.
    Luís Feiteira ressalva que com a partida de Bit, a sua vida ficou "mais pobre" e que "jamais o irá esquecer". "Cumpriste a tua missão a servir o País e a dignificar a Polícia de Segurança Pública, pois desde que escolheste cumprir esta missão foi um ORGULHO E HONRA trabalhar ao teu lado...", acrescenta.
    Na publicação, que já obteve reacções de mais de três mil pessoas na rede social, o polícia ressalva ainda a "carreira" brilhante de Bit: "Com 8 meses de vida já fazias serviço de manutenção de ordem pública, passando por mais de 100 demonstrações por ano para crianças e diversas entidades militares/policiais e civis, passando pela intervenção táctica onde foste sempre um campeão".
    A mensagem termina com um até sempre: "Fica em paz BIT".



    terça-feira, 18 de abril de 2017

    Se eu morrer de manhã
    Abre a janela devagar
    E olha com rigor o dia que não tenho
    Não me lamentes. Eu não me entristeço:
    Ter tido a noite é mais do que mereço...
    Se nem conheço a noite de que venho.
    Deixa entrar pela casa um pouco de ar
    E um pedaço de céu
    O único que sei.
    Talvez um pássaro me estenda a asa
    Que não saber voar
    Foi sempre a minha lei.
    Não busques o meu hálito no espelho.
    Não chames o meu nome que não tenho
    E do mistério nada te direi.
    Diz que não estou se alguém bater à porta.
    Deixa que eu faça o meu papel de morta
    Pois não estar é da morte quanto sei.

    Rosa Lobato de Faria

    domingo, 16 de abril de 2017



    SER DIABÉTICO/A
    Ao longo de todo o ano é muito aborrecido, mas nas datas festivas...
    puxa vida, custa mesmo mais!!!
    ...
    A herança obtida da minha família do lado de minha mãe, não foi
    ouro, casas, terrenos, foi a diabetes...
    É daquelas heranças que não dão alegria, mas também nem dá para
    recusar!!! Tem que se aceitar e pronto!...
    E depois em Portugal em que há uma doçaria fantástica “pergunto:
    é justo ter-se diabetes?” Eu acho que não!!!
    Se não posso abusar de doces, poderia abusar de abraços, de beijos,
    mas puxa vida, como isso está caro e inacessível!!!
    Assim, valha-me o maravilhoso domingo de Páscoa que está hoje,
    a mãe Natureza resolveu dar-me um montão de flores do campo,
    malmequeres, papoilas e outras...com um cheiro bem especial...
    Assim de que me queixar?
    Irene Alves

    quarta-feira, 12 de abril de 2017

    domingo, 9 de abril de 2017

    Cerca de Mil jovens portugueses expulsos
    de Espanha quando iam passar férias...

    Todas as gerações têm um pouco de irreverência...

    mas porquê que tantos jovens, nestes últimos anos, preferem ir
    para Espanha passar as férias da Páscoa em grupos tão elevados?
    E porquê que os pais lhes dão dinheiro para isso?
    Já tem havido imensos problemas, com álcool, droga, etc. etc.
    Agora foram expulsos de um Hotel onde dizem, fizeram imensos estragos...
    Que imagem se está a passar da juventude portuguesa?
    Mil jovens? Expulsos por estragos?
    Falta de maturidade? De educação? Álcool a mais?
    Eu sinto vergonha por aquilo que eles fizeram!...
    E que ilações os pais dos mesmos vão tirar?
    Para o ano há mais?
    Irene Alves

    sexta-feira, 7 de abril de 2017

    terça-feira, 4 de abril de 2017

    Fonte: economico online

    As autoridades chinesas anunciaram a sua intenção de construir uma nova cidade, perto de Pequim, com uma dimensão que a curto prazo se espera ser a do concelho de Lisboa, com planos para expandir até aos dois mil quilómetros quadrados a longo prazo. A Nova Área de Xiongan, anunciada num comunicado por dois corpos políticos chineses, já está a ser invadida por compradores que querem aproveitar a valorização imobiliária drástica que é esperada numa zona até hoje pouco importante à escala nacional.
    O Conselho de Estado e o Comité Central do Partido Comunista Chinês, os dois principais órgãos políticos da China, anunciaram num comunicado conjunto divulgado pelo jornal em língua inglesa China Daily que esta zona económica especial é “uma escolha histórica e estratégica” para “o milénio que se avizinha”.
    De acordo com o jornal britânico The Guardian, os investidores já invadiram a região para aproveitar a valorização imobiliária, e os preços das propriedades duplicaram em poucas horas após o anúncio — a Bloomberg acrescenta mesmo que os pretendentes a compradores criaram enormes engarrafamentos nas estradas para chegar ao território que se vai tornar na nova zona. No final do dia de segunda-feira, o Governo emitiu uma proibição nas vendas de propriedade na zona para procurar parar a especulação súbita.
    China fixa crescimento económico em 6,5%
    A agência noticiosa Xinhua escreve que a criação da Nova Área de Xiongan, a cerca de 100 quilómetros a sul de Pequim, poderia ajudar a reduzir a pressão sobre a capital, que já sofre de problemas relacionados com o congestionamento automóvel, uma grande especulação imobiliária e poluição. A agência estatal acrescentou ainda que, “mais do que uma mera réplica do sucesso passado da China [a Nova Área de Xiongan], contará a história do futuro de uma nova cidade”.
    O presidente chinês Xi Jinping afirmou que a área deverá dar prioridade à proteção do meio ambiente, assim como ao bem-estar dos cidadãos, tornando-se uma “área de demonstração para a inovação e o desenvolvimento”, lê-se no China Daily.
    Continua a ser melhor viver na Europa

    domingo, 2 de abril de 2017

    sexta-feira, 31 de março de 2017

    quarta-feira, 29 de março de 2017

    Fonte: renascença no Ar

    CR7 sem filtro protocolar. "Sei que há pessoas que não estão de acordo e estão aqui"

    29 mar, 2017 - 11:45
    O Aeroporto Internacional da Madeira passa a ter o nome do jogador. Cristiano Ronaldo está “feliz e honrado” com homenagem.
    A+ / A-

    CR7 sem filtro protocolar. "Sei que há pessoas que não estão de acordo e estão aqui"

    Cristiano Ronaldo fintou o protocolo durante a homenagem prestada, esta quarta-feira, no Aeroporto da Madeira, agora com a designação de Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo. Em causa está a polémica gerada em redor da atribuição do nome do futebolista à infra-estrutura.
    "Sei que algumas pessoas não estão de acordo, mas não sou hipócrita e assumo que algumas estão aqui neste momento", disse Ronaldo, no discurso oficial. O jogador defende que "todos têm direito a expressar opinião", mas salvaguarda que prefere "sempre pessoas que assumem as suas posições de viva-voz, aos que se escondem atrás de quem fala por eles".
    Foi um discurso ao ataque do CR7, pouco habitual em cerimónias protocolares, mas o capitão da selecção portuguesa entendeu ser o momento certo para passar a mensagem a quem discorda do novo nome do aeroporto da Madeira.
    A visão do homenageado
    Ronaldo defendeu que as "homenagens devem ser feitas enquanto as pessoas distinguidas estão vivas". A proposta foi do Governo Regional da Madeira e, dirigindo-se em tom coloquial a Miguel Albuquerque, o capitão da selecção nacional agradeceu o reconhecimento.
    "Agradeço muito ao presidente do Governo Regional por ter tido a coragem e firmeza de ter defendido a sua ideia. Caro amigo Miguel Albuquerque, nunca pedi que fizesses isto, mas não sou hipócrita e assumo que fico feliz e honrado", disse Ronaldo.
    O futebolista assumiu, por fim, ter perfeita noção da responsabilidade que tem e compromete-se a continuar a "dignificar Portugal e, em especial, a Madeira".
    O presidente do Governo Regional da Madeira disse ser uma "grande honra" ter tomado a decisão de atribuir o nome do futebolista Cristiano Ronaldo ao aeroporto internacional da região autónoma.
    Miguel Albuquerque classificou o atleta como um "grande português" e um homem que, pelo seu talento e trabalho persistente, ultrapassou as fronteiras da ilha e do país e se afirmou como o melhor jogador de futebol do planeta.
    "É o português mais conhecido no mundo, admirado em todos os continentes, por todas as gerações", disse o governante, sublinhando que "apesar da fama, nunca voltou as costas à região e ao seu país e sempre ajudou aqueles que mais precisavam, a maioria das vezes de forma anónima".

     

    terça-feira, 28 de março de 2017

    segunda-feira, 27 de março de 2017

    Fonte: ZAP



    O horizonte de Nova Iorque está prestes a receber um dos prédios mais inovadores do mundo. Planos para a construção do primeiro arranha-céu em forma de U do mundo foram oficialmente revelados, e serão um desafio e tanto para a arquitetura.
    O Big Bend é um projeto ambicioso realizado pela Oiio Studio, uma equipe de design de renome mundial, que teve alguns problemas com as restrições de uso da terra da cidade.
    “Se conseguirmos dobrar nossa estrutura em vez de dobrar as regras de zoneamento de Nova York, seríamos capazes de criar um dos edifícios mais prestigiados em Manhattan”, eles escreveram em seu site oficial sobre o seu plano para contornar as leis que limitam a altura dos prédios na cidade.
    O The Big Bend, que foi desenhado para contornar o limite legal de altura dos edifícios de Nova Iorque, se tornará o edifício mais longo do mundo, superando até o Dubai Burj Khalifa em comprimento total. Terá cerca de 1,2 km, enquanto a Burj Khalifa tem aproximadamente 830 metros.
    O edifício vai exigir um sistema de elevador que pode viajar em loops e curvas para dimensionar a sua forma única, que parece um pouco como uma montanha-russa.
     

    Ana Moura e André Bocelli

    https://youtu.be/JVWSZa1UjOY

    aconteceu há dias em Lisboa

    sexta-feira, 24 de março de 2017

    Abraça-me
    Abraça-me. Quero ouvir o vento que vem da tua pele, e ver o sol nascer do intenso calor dos nossos corpos. Quando me perfumo assim, em ti, nada existe a não ser este relâmpago feliz, esta maçã azul que foi colhida na palidez de todos os caminhos, e que ambos mordemos para provar o sabor que tem a carne incandescente das estrelas. Abraça-me. Veste o meu corpo de ti, para que em ti eu possa buscar o sentido dos sentidos, o sentido da vida. Procura-me com os teus antig...os braços de criança, para desamarrar em mim a eternidade, essa soma formidável de todos os momentos livres que a um e a outro pertenceram. Abraça-me. Quero morrer de ti em mim, espantado de amor. Dá-me a beber, antes, a água dos teus beijos, para que possa levá-la comigo e oferecê-la aos astros pequeninos.
    Só essa água fará reconhecer o mais profundo, o mais intenso amor do universo, e eu quero que delem fiquem a saber até as estrelas mais antigas e brilhantes.
    Abraça-me. Uma vez só. Uma vez mais.
    Uma vez que nem sei se tu existes.

    Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'

    quinta-feira, 23 de março de 2017

    “Vida Maria” é um curta-metragem em 3D, lançado no ano de 2006, produzido pelo animador gráfico Márcio Ramos.
    O filme nos mostra a história da rotina da personagem “Maria José”, uma menina de cinco anos de idade que se diverte aprendendo a escrever o nome, mas que é obrigada pela mãe a abandonar os estudos e começar a cuidar dos afazeres domésticos e trabalhar na roça. Enquanto trabalha ela cresce, casa e tem filhos e depois envelhece e o ciclo continua a se reproduzir nas outras Marias suas filhas, netas e bisnetas.
    São apresentadas no filme imagens que mostram uma semelhança muito grande com a realidade, traços bem parecidos com o real onde vemos crianças que tem sua infância interrompida, muitas vezes para ajudar a família a sobreviver, infância essa resumida a poucos recursos e a más condições de vida.
    Maria Jose aprendendo a escrever
    A Maria do filme mostra satisfação em apenas escrever seu primeiro nome, o momento em que sua mãe lhe chama a atenção dizendo: “Não perca tempo “desenhando” seu nome!”, é tirado o seu futuro de ser uma pessoa diferente de sua mãe, que não tem uma visão do futuro, querendo dar à filha a mesma criação que teve num processo de reprodução sem mudanças de suas perspectivas por comodismo.
    O filme retratou como o indivíduo em formação internaliza os eventos e as experiências vividas na infância e como são determinantes para formação daquela pessoa na vida adulta. No filme a menina Maria foi arrancada do seu mundo lúdico, quando sua mãe a repreende por estar escrevendo, ela corta da vida da filha os sonhos, os objetivos de uma vida melhor.
    A mãe da personagem vive aquela vida sem perspectiva por que foi isto que aprendeu e da mesma forma ensina a filha Maria e esta reproduz para seus filhos, que também foram estimulados a deixar de sonhar e de brincar. A ausência da educação nas gerações mostra como na infância é importante o lúdico e a escola.

    * Vídeo disponível com audiodescrição (para pessoas com necessidades visuais). Acesse AQUI!

    terça-feira, 21 de março de 2017

    Dia Mundial da Poesia

    Ternura
    Desvio dos teus ombros o lençol, ...
    que é feito de ternura amarrotada,
    da frescura que vem depois do sol,
    quando depois do sol não vem mais nada...

    Olho a roupa no chão: que tempestade!
    Há restos de ternura pelo meio,
    como vultos perdidos na cidade
    onde uma tempestade sobreveio...
    Começas a vestir-te, lentamente,
    e é ternura também que vou vestindo,
    para enfrentar lá fora aquela gente
    que da nossa ternura anda sorrindo...
    Mas ninguém sonha a pressa com que nós
    a despimos assim que estamos sós!
    David Mourão-Ferreira, in "Infinito Pessoal"

    segunda-feira, 20 de março de 2017

    Fonte: Flash

    A rainha Isabel comemora o seu 91.º aniversário no dia 21 de Abril e a urgência em criar um código secreto tem sido primordial. O plano é minuciosamente pensado por uma dúzia de departamentos governamentais – polícia, exército, canais de televisão e rádio – de forma a ser tomada uma decisão.
    Assim que os olhos da rainha se fecharem, o príncipe Carlos é aclamado rei e a sua esposa, Camila, duquesa da Cornualha, como rainha de Inglaterra. Assim como o selo e a moeda serão impressos com a nova ascensão ao trono

    domingo, 19 de março de 2017

    O comovente discurso de António Lobo Antunes dedicado a um senhor que almoça sempre sozinho
    António Lobo Antunes recebeu na quarta-feira à noite o prémio "Vida e Obra" da Sociedade Portuguesa de Autores.

    Numa raríssima aparição num evento público, o escritor subiu ao palco, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, para receber o prémio e fazer um pequeno discurso.

    A partir do minuto cinco, Lobo Antunes começou a falar de um tal de senhor Barata. A história comoveu a audiência. Veja o vídeo




    https://youtu.be/HGxNcJWcFfM


     

    sexta-feira, 17 de março de 2017

    https://youtu.be/3wbvpOIIBQA


    Dura pouco mais de 4 minutos e meio, muito maior do que é habitual em vídeos normais. No entanto, numa semana foi visto por quase 3 milhões de pessoas. Destas, uma percentagem muito elevada, com certeza, ficou de boca aberta. É o novo anúncio para GoPro, uma maravilha de audio-visual que é um sucesso na rede. A peça mostra cenas surpreendentes de pessoas em escalada, divertindo-se no surf, no mergulho, no snowboard e mesmo brincando com um casal de leões. Graças à colocação de câmaras no corpo dos protagonistas, podemos ver as situações em tempo real.

       

    quarta-feira, 15 de março de 2017

    Fonte: Observador

    Abriu uma loja( eu direi melhor - um bordel) em Barcelona, com bonecas sexuais.

    Preço pela 1ª. hora = 80 Euros, que é considerado o preço de abertura.

    Depois passa para 120 e vai aumentando...

    Após cada utilização, as bonecas são lavadas e desinfectadas,  prontas

    para continuar...

    E já se fala em robots que estão a ser preparados para efeitos sexuais.

    Que mais irá acontecer?

    terça-feira, 14 de março de 2017

    A bomba estoirou no sábado, dia 11, quando o jornal britânico 'The Sun' noticiou que Cristiano Ronaldo está prestes a ser pai novamente, agora de gémeos. O método utilizado? O mesmo que deu vida a Cristianinho, de 6 anos de idade. Alegadamente, o craque português recorreu a uma barriga de aluguer deixando Georgina Rodriguez de parte, neste novo plano familiar.

    O tema do dia ainda não foi comentado pelo clã Aveiro que, até agora, se manteve em silêncio sobre a chegada destas duas crianças, que deverá estar para breve. Esta medida tomada pela família de Ronaldo deve-se principalmente à extrema preocupação em proteger Cristianinho, que verá agora de perto tudo aquilo que aconteceu com ele e os irmãos aparecerem, novamente, sem uma mãe.

    Fonte: Flash!Vidas

    Não consigo compreender o que faz um homem saudável, novo, com namorada,(e já teve várias)

    pretender repetir ter um filho(que agora parecem ser gémeos) através de uma barriga de aluguer.

    Sei que tem imenso dinheiro, que o pode fazer, mas não é o mesmo que comprar um potente

    carro.

    Ser pai de um filho como já era de Cristianinho, já foi estranho, mas se for verdade a notícia

    de mais dois, através de barriga de aluguer?

    A namorada(?) actual, aceitará isto com normalidade?

    Eu acho isto estranho...São crianças, não objectos. Crianças que podem ter muito dinheiro,

    um pai presente, mas nunca saberão quem é a sua mãe!!!

    Sinceramente que não consigo compreender!!!

    Irene Alves


     
     
     
     

    segunda-feira, 13 de março de 2017

    ESTE É UM POEMA DE AMOR NASCIDO AQUI…
    Este é um poema de amor nascido aqui
    Onde o correr do sangue me dá vida
    Gera a palavra de emoção enrouquecida...
    Seca as agruras do mundo em que vivi

    Percorre as veias como um rio de bastas águas
    Ofegante me deixa de tanto navegar
    Não tem comportas que meçam o seu bruar
    Tão empenhado está em me apagar as mágoas
    É uma chama que me aquece as noites frias
    Como animal que amamenta as suas crias
    É um fulgor que dentro de mim senti
    Como descrever o bater de um coração
    Quando olhos e peito gritam a mesma canção
    Este é um poema de amor nascido aqui
    ÂNGELO GOMES – 13/3/2012 – 05h00

    sábado, 4 de março de 2017

    Sugiro

     Para quem tenha um pouco de tempo livre e interesse em ler um texto

     que está num blogue que visito com muita frequência, intitulado

     Facebook e Democracia, sugiro uma visita ao blogue. O texto foi

     publicado hoje, sábado.

     Irene Alves

     http://umjeitomanso.blogspot.pt/

    sexta-feira, 3 de março de 2017

    Testemunhos sobre mulheres que sofreram de violência

    Carla Maia de Almeida é uma jornalista freelancer, escritora, formadora e tradutora na área da literatura infantojuvenil. Nasceu em Matosinhos, em 1969, e é licenciada e pós-graduada em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa. Wikipédia
    Nascimento: 12 de janeiro de 1969 (48 anos), Matosinhos

    quarta-feira, 1 de março de 2017

    No blogue de Helena Sacadura Cabral

    No seu último post há um texto ( o admirável mundo novo) que

    achei muito interessante e que merece ser lido e refletido.

    Deixo aqui o link do seu blogue para quem estiver interessado.

    http://hsacaduracabral.blogspot.pt/

    segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

    Um misto de respeito e perplexidade são inevitáveis quando se observa um dos seres vivos mais antigos de Portugal. Foi recentemente datado como tendo a espantosa idade de 3350 anos, como se pode ler na página online do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas. É uma oliveira. A sua sombra, certamente, acolheu celtas, iberos, lusitanos, celtiberos, cónios, romanos, visigodos, alanos ou árabes que se alimentaram das azeitonas que produziu. É contemporânea do faraó Ramsés II e de Moisés (1250 anos a.C.).

    Fonte: Público

    sábado, 25 de fevereiro de 2017

    quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

    Poema: A uma menina que nasceu...

    Não foi o sol que olhaste em nascimento...
    Mas a lua de raios prateados
    E no teu ser ficaram abraçados
    Como sinal vindo do firmamento

    Ao cosmo deste mais um elemento,
    Teu choro, fios de prata esperançados
    O luar doou brilhos recatados
    A noite ofereceu-te encantamento
    Nos meus braços eu teci macio ninho
    Neste colo gerei berço dourado

     No meu peito vi todo o mundo em ti
    Ao crepúsculo ainda te acarinho
    Ofereço-te este verso encantado
    Serena teu poema rescrevi
    06\02\2017
    Liliana Josué
    Gentilmente cedido por Liliana Josué
    da página de Facebook:
    O Pote das Letras
     
     
     

    terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

    Simone de Oliveira

    A Câmara Municipal de Lisboa, vai homenagear(ainda não sei a data exacta)

    Simone de Oliveira, com a colocação de um busto/estátua na freguesia

    de Alvalade/Lisboa.

    domingo, 19 de fevereiro de 2017

    anti-vírus

    Amigas/os,posso fazer uma pergunta?

    Usam dos grátis, se sim, qual?

    Usam dos pagos quais? E é preciso mudar todos os anos?

    Eu tenho o Avast Free - não pago - mas nem sei se é

    o suficiente.

    Bjs,
    Irene e tenham um bom domingo

    sábado, 18 de fevereiro de 2017

    Poema aos homens constipados 

    António Lobo Antunes
     
    Pachos na testa, terço na mão,
    Uma botija, chá de limão,
    Zaragatoas, vinho com mel,
    Três aspirinas, creme na pele
    Grito de medo, chamo a mulher.
    Ai Lurdes que vou morrer.
    Mede-me a febre, olha-me a goela,
    Cala os miúdos, fecha a janela,
    Não quero canja, nem a salada,
    Ai Lurdes, Lurdes, não vales nada.
    Se tu sonhasses como me sinto,
    Já vejo a morte nunca te minto,
    Já vejo o inferno, chamas, diabos,
    Anjos estranhos, cornos e rabos,
    Vejo demónios nas suas danças
    Tigres sem listras, bodes sem tranças
    Choros de coruja, risos de grilo
    Ai Lurdes, Lurdes fica comigo
    Não é o pingo de uma torneira,
    Põe-me a Santinha à cabeceira,
    Compõe-me a colcha,
    Fala ao prior,
    Pousa o Jesus no cobertor.
    Chama o Doutor, passa a chamada,
    Ai Lurdes, Lurdes nem dás por nada.
    Faz-me tisana e pão de ló,
    Não te levantes que fico só,
    Aqui sozinho a apodrecer,
    Ai Lurdes, Lurdes que vou morrer
     
     
    António Lobo Antunes - (Sátira aos HOMENS quando estão com gripe)
     







    --

    quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

    As minha mãos percorrem teu corpo...
    Carrego na alma palavras de amor que nunca foram ditas
    e porque o ontem já não existe
    choro por não poder mudar o tempo...
    ...
    Ninguém saberá das lágrimas dos meus olhos
    o amor está guardado nas palavras
    de nós é tudo o que sei...
    Mas tu moras comigo
    as minha mãos, percorrem todo o teu corpo...
    Manuel Marques (Arroz)

    De Miguel Torga

    Quase um Poema de Amor
    Há muito tempo já que não escrevo um poema
    De amor.
    E é o que eu sei fazer com mais delicadeza!
    A nossa natureza
    Lusitana
    Tem essa humana
    Graça
    Feiticeira
    De tornar de cristal
    A mais sentimental
    E baça
    Bebedeira.
    Mas ou seja que vou envelhecendo
    E ninguém me deseje apaixonado,
    Ou que a antiga paixão
    Me mantenha calado
    O coração
    Num íntimo pudor,
    -Há muito tempo já que não escrevo um poema de amor.

    domingo, 12 de fevereiro de 2017

    Conversando

    Hoje estive mexendo no baú da m/vida a nível de papelada.
    O que guardar, o que deitar fora(quase tudo) e depois perante
    certos documentos que tiveram a ver com fases da m/vida,
    resolvi digitalizar e colocar no meu blogue

    http://sinfoniaesol.wordpress.com


    se quiserem dar lá um saltinho, ficam a saber
    um pouquito de mim.

    Bom domingo.

    Irene Alves
     
    L A B I R I N T O S

    Há um Governo, que tem um Ministro das Finanças,
    que é muito bom em números, consegue resultados
    fantásticos, que enfurece a Oposição...

    Mas esse Ministro politicamente é fraquinho e tem o
    azar de ter um secretário de estado que também politicamente
    é muito fraquinho, um tal Mourinho...

    E houve uma pessoa que foi convidada para chefiar a
    Administração da Caixa Geral de Depósitos, um Srº. Domingues,
    que fez umas exigências, que aparentemente foram aceites,
    porque o Srº. acabou por tomar posse...

    E esse tal Srº. Domingues, então não é que conseguiu junto
    das estâncias internacionais que cuidam destas coisas, em tempo
    considerado “record” um bom plano para salvar a Caixa
    Geral de Depósitos e ser feita uma recapitalização que não
    iria contar para o défice...

    Coisa boa tinha sido conseguida, mas lá apareceu as confusões
    da politiquice e o Tribunal Constitucional que queria um papel
    que esse Srº. e os seus acompanhantes não queriam entregar,
    e que tinham dito logo de entrada, sim senhor ocupamos essas
    funções, mas sem entregar esse papel. E o Governo diz que não
    disse que isso não era possível, mas a Oposição diz que disse
    que sim e depois voltou atrás...

    Com tanta confusão, o Srº. Domingues cansou-se destas
    confusões, mandou-os dar uma curva ao bilhar e foi(foram
    embora)...

    Entretato nomearam outra pessoa, um Srº. Macedo que
    aceitou ir para o lugar, entregar o tal papel e já lá está
    sentadinho no lugar a trabalhar para colocar a CGD
    na melhor das situações para a Economia do país e dos
    seus depositantes...

    Esperava-se sossego, mas qual quê?!!!

    A oposição não se cala...

    O Ministro disse, não disse!!! No fundo o que eles querem
    é que o Ministro também se vá embora.

    Labiríntico? E a Oposição não quer também ir embora?
    Irene Alves


     
     

    sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

    Conversando


    Vi há momentos uma reportagem na TVI que me deixou

    triste. Como é possível no meu país ver certas coisas.



    Um casal com uma filha (ainda uma jovem) e os seus cães

    estarem a viver dentro de um carro, porque por deverem

    25 mil euros foram despejados da sua habitação.



    A TVI tinha falado do assunto ontem, e várias pessoas

    deslocaram-se ao sítio onde o carro está com eles e foram

    deixar-lhes comer e houve um Srº. que deixou 50 euros.



    Não há nenhum armazém(pelo menos) de uma Câmara Municipal

    que possa recolher aquelas pessoas?O Srº. Presidente da República

    tão solidário não pode intervir?



    Portugal está disponível para receber refugiados e dar-lhes casas

    com condições (muito bem) e para estas pessoas não há qualquer

    solução?



    Viver dentro de um carro em pleno inverno 3 pessoas mais 2 cães

    deve ser horrível. “Quando apanhei a notícia já estava a dar” e não

    consegui saber em que zona do país estão.



    Quem souber, pode fazer apelo ao PR ao PM ou à Câmara

    Municipal dessa zona?



    O nosso silêncio é demasiado doloroso.
     
    Irene Alves








    Portugal visto do ar - 4K Ultra HD

    https://youtu.be/qCBFvie-QOo

    (obrigada, Cacilda)

    terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

    Comoveu-me mesmo muito

    Torey Hayden nasceu em 1951 em Livingston, Montana, nos Estados Unidos. Apesar de ter uma formação académica diversificada, dedicou grande parte da sua vida ao ensino especial e à escrita. Os seus livros, inspirados nas crianças e adultos que conheceu no decurso da sua actividade profissional, são bestsellers traduzidos para cerca de 30 línguas. Nesta colecção poderá encontrar os títulos A Criança Que não Queria Falar, A Menina Que nunca Chorava, Os Filhos do Afecto, Uma Criança em Perigo, Filhos do Abandono, A Força dos Afectos, A Prisão do Silêncio e A Luz de Um Novo Dia.
    Li este livro em 3 dias.Comovi-me profundamente ao lê-lo. Como é possível uma
    criança sofrer tanto, ser tão mal-amada e mal tratada por aqueles que lhe deram vida?
    Encontra uma professora e entre elas cria-se uma amizade, uma tentativa pela parte
    da professora em a compreender dando-lhe atenção.
    Uma criança não devia vir ao mundo para ser maltratada, às vezes pior que um animal,
    e apesar disso tudo e por  muito mal que ela acabe por fazer, há dentro dela
    muita inteligência e um grau de carência enorme de ternura.
    A Criança que não Queria Falar -Editorial Presença é um livro que nos comove e nos
    interroga sobre o ser humano.Trouxe-o da Biblioteca mas vou comprá-lo, quero
    lê-lo e relê-lo muitas mais vezes.
    Irene Alves

    quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

    Fonte: Notícias ao Minuto

    Ora, de forma a responder e a tranquilizar todas as pessoas que gostam do seu trabalho, Teresa fez um vídeo em direto na sua página de Facebook a explicar a situação.
    “Eu não vou apresentar mais reality shows, é verdade, mas isso não quer dizer que eu não volte a fazer televisão”, sublinha.
    “Claro que eu vou voltar a fazer televisão, claro que eu quero apresentar outro tipo de programas, porque eu sei que você [fã] também quer”, acrescenta.
    “Eu adoro concursos, adoro fazer entrevistas e sei que mudar de género também é bom. Apesar de guardar no coração todos os concorrentes e programas que fiz, porque foi uma experiência muito boa. No entanto, há algumas alturas em que isto também tem que mudar, não é?”, refere, visivelmente feliz e calma pelos planos que o futuro lhe reserva.
    Aliás, nesta perspetiva a apresentadora contou que por agora irá divertir-se e relaxar, assim como fazer uma viagem. Depois quando regressar irá iniciar novos projetos. Entretanto, continua a trabalhar no seu site, Like3ZA.
    Por fim e sem conter as lágrimas, Teresa agradece a preocupação dos seus fãs, assim como o carinho que tem vindo a receber.
    Veja o vídeo:

    Vale a pena ser visto

    domingo, 29 de janeiro de 2017

    fonte:www.livrosepessoas.com

    Paula Ramos, no Poltrona Nerd
    Essa semana, baseada na posse de Donald Trump nos Estados Unidos, resolvi falar de um livro que me marcou muito, dentre todos que já li até hoje. O livro é relativamente antigo, assim como o filme de mesmo nome, que foi muito bem adaptado para o cinema em 2008, mas ainda permanece com um dos mais importantes.
    John Boyne criou uma história onde os dois protagonistas são crianças por volta de seus 9 anos de idade. Enquanto um é filho de um oficial nazista, o outro é judeu. Juntos, Bruno e Shmuel criam a mais proibida e pura das amizades, caracterizando a inocência de uma criança em relação a religião, cor da pele e outros tipos de “distinções”.
    O Menino do Pijama Listrado descreve o surgimento de uma amizade entre um judeu e um alemão, em plena Segunda Guerra Mundial, que de tão comovente parece real. Enquanto o pai e o professor de Bruno tentam convencer o menino de que os judeus são a pior raça possível, ele só quer ser um explorador e conhecer o mundo. Durante uma de suas pequenas expedições no quintal, ele se depara com uma enorme cerca e diversas pessoas vestindo pijamas listrados. Uma delas, é Shmuel.

    terça-feira, 24 de janeiro de 2017

    Conversando

    Criei este blogue em Agosto de 2007, portanto está quase a perfazer 10 anos.

    Ao longo de todo este tempo surgiram seguidores, que depois deixaram de o

    ser, sem qualquer explicação. A santa liberdade...

    E surgiram outros, que se mantêm ou podem também deixar de cá vir.

    Tudo bem...

    Alguns seguidores soube que morreram e fiquei triste, mas são pessoas

    é é assim a vida...

    Mas há uma coisa que não percebo: haver um seguidor que eu também

    visito, e muita vez há  que de repente deixa de aqui vir

    e quando vou ao seu blogue, fico a saber que passou a privado.

    Mais uma vez, tudo bem, têm esse direito, mas não seria mais correcto

    avisarem "que por exemplo, não consideravam útil que eu fizesse parte

    dessa privacidade?" não, não dizem nada, e eu faço essa leitura.

    Tenho blogues que não estão abertos ao público, mas são blogues de

    arquivo de material, para não estar a ocupar a minha página de documentos

    ou imagens, apenas por isso. E tenho dois que deixei de inserir, mas avisei.

    Enquanto a saúde mo permitir irei manter os meus blogues, principalmente

    este que foi o primeiro, mas quando mais não for possível, avisarei no mesmo.

    É uma regra que  cumpro e não custa nada.

    Irene Alves

     

    sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

    A estreia em Portugal do espectáculo do último álbum de António Zambujo, Até Pensei Que Fosse Minha, vai ter uma terceira data na Gulbenkian Música.
    Assim, para além dos concertos dos dias 1 e 2 de Março, totalmente esgotados, será realizado um terceiro concerto no dia 3 de Março para apresentar ao vivo este álbum, inteiramente composto por temas de Chico Buarque e que em Portugal já atingiu a marca de Platina.
    Lançado em Outubro de 2016, o disco apresenta vários clássicos do compositor brasileiro, contando com a participação de Carminho, Roberta Sá e o Trio Madeira Brasil, entre muitos outros músicos de renome. "Valsinha", que Zambujo já tinha por hábito interpretar nos seus concertos, é um dos temas incluídos em Até Pensei Que Fosse Minha.
    Depois de, em 2012, ter estreado na Gulbenkian Música o repertório do seu álbum Quinto, António Zambujo está agora de regresso para revelar este disco especial na sua carreira. É já antiga a ligação de Zambujo à música brasileira, apresentando com frequência ao Brasil o seu fado muito particular, com um travo a samba e bossa nova. O mundo, aliás, despertaria em definitivo para o músico português depois de Caetano Veloso escrever que "é um jovem cantor de fado (…) que faz pensar em João Gilberto" e "é de arrepiar e fazer chorar".
    Os bilhetes para este concerto podem ser adquiridos na bilheteira da Fundação Calouste Gulbenkian ou em gulbenkian.pt/musica
     

    sábado, 7 de janeiro de 2017



    Urna com Mário Soares à chegada à Câmara Municipal de Lisboa,
    hoje 09/01/2017, e depois seguiu para o Mosteiro dos Jerónimos
    onde estará em câmara ardente até amanhã.

    sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

    Simone de Oliveira

    Penso nunca o ter dito aqui no blogue mas desde a m/juventude
    que adorava ouvir Simone de Oliveira e tive a sorte de ter
    contado com a sua amizade e autorização para que criasse
    o seu Clube de Fãs. Havia alguns nessa data 1967, por aí,
    mas eu que sempre fui mtº. legalista quis a oficialização do
    mesmo, mas o regime de então não o permitiu.Tínhamos
    que criar algo relacionado com beneficência, então a
    legalização conseguiu-se com a criação do Clube de
    Beneficência de Simone de Oliveira que durou alguns anos.
    Tenho seguido sempre aquilo em que Simone entra e estive
    na festa de homenagem dos seus 50 anos de carreira no
    Teatro São Luís o ano passado.
    É com alegria que tive conhecimento que a Revista Cristina
    deste mês contém uma entrevista com Simone e na mesma
    há fotos, que considero mesmo mtº. boas.A Revista já está
    à venda.
    Foi divulgada a próxima capa da revista Cristina com Simone de Oliveira num frente a frente com Cristina Ferreira





    Separam-nos 40 anos. E pouco mais. Simone tem génio, porte, grandeza. Vive sozinha. Sem sexo. Depois do Varela não podia haver ninguém. Uma conversa de mulheres, escreveu a apresentadora no seu blogue Daily Cristina.



     

    quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

    Nada está nunca garantido.Temos que saber dar e receber

    Sónia Novais viajou de Silvalde, Espinho, até Avanca, para entregar bens alimentares a Lucinda e Paulo.
    Ela, que é filha de uma das centenas de pessoas a quem o casal deu água, a 7 de agosto, na A1. Agora, tal como a mãe de Sónia, muitos desses homens e mulheres estão a entrar em contacto com Lucinda e Paulo, para saberem de que forma os podem ajudar.
    "O gesto que eles tiveram marcou a minha mãe e quando soubemos a situação pela qual estão a passar, quisemos ajudar. Não é qualquer pessoa que faz o que eles fizeram. Pouca gente teria um ato daqueles", sublinhou Sónia, referindo-se às muitas centenas de litros de água que o casal comprou, com dinheiro do próprio bolso, para distribuir por quem estava há mais de cinco horas ao sol, quando os termómetros marcavam 40 graus.
    "Hoje trouxemos uma pequena ajuda, mas queria que me dissesse, quando souber, que medicação tem de tomar, que eu pago", pediu Sónia a Lucinda, que não continha as lágrimas.

    Nalgumas situações Portugal deu lições ao mundo

    Romancista francês publicou em 1867 carta no DN a saudar pioneirismo do país. A 1 de julho no CCB uma conferência celebra data.
    "Está pois a pena de morte abolida nesse nobre Portugal, pequeno povo que tem uma grande história." Começa assim a mensagem de Victor Hugo publicada no DN e endereçada a Eduardo Coelho, o fundador do jornal. A carta está datada de "Hauteville-House, 2 de julho de 1867", dia seguinte ao da abolição da pena capital, e saiu no DN a 10. Ora, em 2017 celebram-se os 150 anos desta lei, aprovada no reinado de D. Luís e pioneira na Europa. Uma grande conferência em Lisboa, no CCB, evocará a efeméride a 1 de julho.
    "Vivemos tempos "estranhos" em que a ímpar capacidade crítica dos humanos, com os assinaláveis e virtuosos progressos da ciência e da vida das sociedades, se vê agora confrontada com novas e sofisticadas formas de barbárie, e de manifesto desprezo do homem pelo seu semelhante. Um paradoxo inquietante, perigoso, com extremos que se replicam à escala global, imprevisíveis, e com protagonismos que eram inimagináveis num passado recente, pós-Holocausto, pós-colonial, e pós-apartheid. Por outro lado, a atualidade do tema direitos humanos é permanente por natureza e pela força do ideal - "os homens nascem e são livres e iguais em direitos"", sublinha Elísio Summavielle, presidente do CCB, questionado sobre a motivação para a celebração, que contará com uma palestra de Robert Badinter, ministro da Justiça francês responsável pela abolição da pena de morte na pátria de Victor Hugo.
    Afirma Luís Espinha da Silveira, professor na Universidade Nova de Lisboa, que "não se conhece posição de D. Luís sobre a abolição da pena de morte, mas é minha convicção de que a apoiou" . O historiador, biógrafo do monarca, descreve D. Luís como "um homem de educação liberal, capaz de se identificar com o espírito da lei", mas nota que esta foi produto do ministro Barjona de Freitas, professor de Direito de Coimbra, que com 33 anos iniciava a primeira de quatro passagens pela pasta da Justiça. Espinha da Silveira relembra que era época de escassa conflitualidade política, com Joaquim António de Aguiar a chefiar o chamado "governo da fusão". E que a ideia de regenerar os criminosos vinha ganhando terreno desde finais do século XVIII por toda a Europa. "Os portugueses, pelo menos a elite, já não se reviam na aplicação da pena de morte", esclarece.
    O pioneirismo de Portugal é difícil de explicar. A Venezuela aboliu a pena de morte em 1864 mas na Europa só o Grão-Ducado da Toscana (desaparecido) e São Marino (microestado) se anteciparam à nossa lei de 1867, o que confere a Portugal estatuto especial. Como salientava a tal carta de Victor Hugo, "Portugal dá o exemplo à Europa". Espinha da Silveira nota que, em termos de leis, Portugal tem muitas situações em que foi precursor, mas que o difícil é aplicá-las e dá o exemplo do ensino primário obrigatório legislado logo em 1844 mas que demorou décadas. Contudo, no caso da pena de morte, de facto, não houve mais execuções.
    Hoje a Europa destaca-se pelas nações abolicionistas, mas o Reino Unido só acabou com a pena de morte em 1973 e a França em 1981. Segundo a Amnistia Internacional, são 140 os países que aboliram a pena capital, entre os mais recentes dos quais Fiji e Madagáscar. Em sentido contrário, em 2015 o Paquistão voltou a fazer execuções, como resposta ao terrorismo, e a Turquia pondera seguir o mesmo caminho, depois do golpe de julho de 2016.
    fonte:www.jn.pt