quinta-feira, 8 de junho de 2017

Poema de um cão



 Eu sou o que te espera...
O teu carro tem um som especial e eu posso reconhecê-lo entre mil.
Os teus passos têm um timbre mágico, são música para mim.
A tua voz é o maior sinal de meu tempo feliz, e, às vezes, não é necessário mencionar: ouço a tua tristeza.
Se vejo tua alegria, me faz feliz!
Não sei o que é cheiro bom ou mau, só sei que o teu cheiro é o melhor.
Algumas presenças às vezes eu gosto, outras, nem tanto.
Mas a tua presença é o que move os meus sentidos.
O teu despertar, desperta-me.
Dormindo és meu Deus, descansando em casa, e eu o teu sonho.
O teu olhar é um raio de luz, quando me dou conta de seu despertar...
fonte:Jardin de Pensamentos

7 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo e tocante poema! beijos, lindo dia,chica

Cidália Ferreira disse...

Que giro!! :)

Beijinhos

Elvira Carvalho disse...

Muito bonito.
Um abraço

Graça Sampaio disse...

É mesmo assim que eles agem e sentem... Uns queridos!!

(Gosto bem dessa sua mascote do blog!)

Beijinhos

Pedro Coimbra disse...

Dão tanto e pedem tão pouco em troca.
Bfds

Beatriz Bragança disse...

Querida Irene
Acho que, se os animais falassem e fossem capazes de escrever poesia, esta seria a de um deles.
Muito bem observado!
Bom fim de semana.
Um beijinho
Beatriz

Tais Luso disse...

Que emoção esse poema!!! Adorei a carinha dele...
Beijo, querida Irena!