segunda-feira, 17 de julho de 2017

C T T


Não gostei que os nossos Correios tivessem sido vendido aos chineses.

Não gosto dos chineses por várias razões.Ainda há dias(13/07/2017)  morreu um ex-prémio

 Nobel da Paz , Liu Xiaobo que eles mantiveram preso anos e anos, sem que a própria mulher o

pudesse visitar e fizeram a cremação de imediato.

Mas voltando aos CTT, o correio na zona onde resido é distribuído com muito

atraso, e sem qualquer segurança. Muitas cartão vão parar a outras casas ou

simplesmente não sei o que lhes acontece.

Os carteiros
não têm farda e são uns tareifeiros, por muito pouco tempo.

Estão sempre a mudar.

Ao ver esta foto (de outros tempos que recebi) deu-me uma saudade...

 

domingo, 16 de julho de 2017

sábado, 15 de julho de 2017

Não se esqueçam dele. Por favor! Prometam-me que não se esquecem dele. E se me acontecer qualquer coisa, continuem a lutar por saber o que lhe aconteceu". Esta foi a mensagem enigmática que Filomena Teixeira, a mãe de Rui Pedro, o menino de 11 anos desaparecido em Lousada há mais de 19 anos, numa tarde de 4 de março de 1998, deixou ontem nas redes sociais.
Em jeito de carta de desespero, Filomena Teixeira, que há 19 anos tem sido incansável na procura do filho desaparecido em Lousada, nos arredores do Porto, escreveu uma missiva que intitulou: "Não se esqueçam dele, por favor!" e nela deixou palavras duras… e tristes.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Menina sem braços abandonada pelos pais ao nascer

Veja este vídeo e vai emocionar-se muito, espero,
que foi o que me aconteceu.

https://youtu.be/UOS4WAFQNJU

sábado, 8 de julho de 2017

Quimoterapia pode alastrar o cancro e fazê-lo ressurgir mais agressivo

Um novo estudo sugere que a quimioterapia pode alastrar o cancro e fazê-lo despertar tumores mais agressivos.
Investigadores nos Estados Unidos estudaram o impacto das drogas associadas à quimioterapia em pacientes com cancro da mama e descobriram que a medicação aumenta as hipóteses das células cancerígenas se deslocarem para outras partes do corpo, onde são mais letais, avança o Telegraph.
Muitos dos pacientes diagnosticados com cancro da mama fazem quimioterapia antes da cirurgia, mas o novo estudo sugere que, apesar de a curto prazo o tratamento diminuir os tumores, pode desencadear a propagação das células cancerígenas pelo corpo.
George Karagiannis, da Universidade de Medicina Albert Einstein, em Nova Iorque, descobriu que o número de reincidências cancerígenas aumentou em 20 pacientes que receberam dois fármacos de quimioterapia comuns.
O médico também descobriu que, em cobaias, a quimioterapia como tratamento para o cancro da mama aumentou o número de células cancerígenas a circular pelo corpo e especialmente nos pulmões.
Karagiannis disse que a solução poderia passar pela monitorização das mulheres de forma a perceber se quando faziam quimioterapia o cancro começava a circular. “Uma das abordagens poderia ser retirar uma pequena quantidade do tumor depois de algumas doses de quimioterapia antes da operação”, disse o investigador.
“Se observarmos que os marcadores estão a aumentar, repensaríamos em deixar de recomendar quimioterapia e passar a fazer a operação em primeiro lugar, seguida de quimio pós-operação. Neste estudo só investigamos disseminação de células cancerígenas induzidas por quimioterapia no cancro da cama. Agora vamos trabalhar noutros tipos de cancro e ver se o efeito é similar“, concluiu.

ZAP // (fonte)

                                     
   Lendo isto fico muito preocupada como é evidente. Se há dúvidas como é que qualquer
   doente que tenha o azar de lhe surgir um problema deste tipo, sabe como agir?
 
   O mesmo se passa em relação a fazer a mamografia/ecografia mamária, em que há
   critérios diferentes  de médico para médico, em relação ao período que deve mediar
   entre exames. No meu caso, que já tive um problema no peito direito, que foi tratado
   através de secagem e depois de 5 anos de acompanhamento na Maternidade Alfredo
   da Costa, tive alta com a indicação para o meu médico de família que deveria fazer
   o exame anualmente. O últino que fiz foi em 2015, porque entretanto o meu médico
   de família reformou-se e a médica que o veio substituir não  passa a credencial
   porque diz ser contra fazer este tipo de exame com regularidade, e também por eu
   já ter 70 anos de idade não ser necessário.Tenho andado enervada e preocupada
   com esta decisão da médica, mas ela é soberana. Só me resta ir fazer em particular.
   Mas tenho dúvidas se ela estará certa ou errada?!!!
   Irene Alves
        
 

sábado, 1 de julho de 2017

Salvador Sobral

Alguém que começa e acaba o dia com uma máquina ligada ao coração. Com data marcada para uma operação que decidirá a vida inteira e onde, mesmo que tudo corra bem, não deixará de prevalecer a incerteza de tudo o que virá depois. Presumo que lhe reste uma de duas atitudes: ou se entrega à depressão ou brinca com tudo isto.

O Salvador parece ter escolhido a segunda opção. Estranha ironia que o reconhecimento do público, a celebridade e a fama sejam o destino desejado de quase todos os artistas, ou de todos nós. E ei-lo chegado tão jovem a esse lugar raras vezes atingido com a lucidez implacável que não deixa de assinalar o metrónomo que lhe auxilia o bater do coração.

Que estranho e mágico lugar deve ser a vida do Salvador Sobral. Que estranho lugar será esse, onde os dias mais felizes da tua vida podem ser também os piores dias da tua vida. Antes de brincar com a sua frágil humanidade cantava as palavras da Joni Mitchell, que estás no meu sangue como vinho sagrado, tão amargo, tão doce.

Hão-de existir sempre aqueles que estão prontos a ceifar os artistas num momento de vulnerabilidade. Não percebem que os artistas são aqueles que oferecem sempre o que têm de mais frágil, aquilo que todos os outros, todos nós, escondemos do mundo. Venham de lá as hordas indignadas, venham de lá com os vossos escândalos. São a espuma de coisa nenhuma.

O mar é lá longe.