sábado, 9 de abril de 2016

Fonte: Caras online

Nicolau Breyner: As últimas imagens

Ativo até ao fim, o ator foi fotografado pela CARAS este mês em duas ocasiões diferentes: por ocasião de uma homenagem a Pinto Balsemão e com Marcelo Rebelo de Sousa numa exposição.


CARAS

9 de abril de 2016, 16:03


Morreu dia 14, na sua casa, em Lisboa, de ataque cardíaco. Nicolau Breyner, 75 anos, teve a vida que escolheu. Talentoso, foi ator, realizador, produtor e também professor. A tudo se dedicou com empenho e vivacidade, a mesma que o fez acumular amizades nas mais diversas áreas. As últimas duas ocasiões em que o pudemos fotografar foram bom exemplo disso: no dia em que foi inaugurada a exposição de Pedro Homem de Mello na Livraria Sá da Costa, teve oportunidade de dar um abraço apertado ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. “Somos amigos de longa data. Ainda não tinha estado com ele desde que tomou posse como Presidente. Esta política de proximidade que ele tem, de afetos, estava a fazer muita falta na nossa vida política. Esta empatia dele com as pessoas vai marcar a diferença. É por aí que vai singrar”, vaticinou na ocasião. Dois dias antes, estivera na homenagem que a Câmara Municipal de Cascais fez a Francisco Pinto Balsemão, outra amizade antiga. “Conhecemo-nos desde miúdos. A política ficou a perder quando ele passou a ser um homem da televisão. Uma perda irreparável! Uma conversa com ele é sempre uma lição de vida, um momento em que aprendemos qualquer coisa. Ele é um pai da pátria!”, declarou nesse dia. Dias depois, era a vez de ambas as personalidades se juntarem a um coro de vozes que elogiava o homem que foi Nicolau.
 

4 comentários:

Observador disse...

Nicolau foi um grande homem e um actor enorme, Irene.
Bom fim de semana, um abraço.

✿ chica disse...

Estava parecendo feliz até o fim! beijos, lindo fds! chica

Cidália Ferreira disse...

É sempre bom rever!

Beijo e uma noite feliz

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Elvira Carvalho disse...

Sempre gostei do Nicolau que na minha opinião era muito talentoso e expressivo.
Um abraço e bom Domingo