quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

cedido pelo amigo Manuel Gomes Santa Cruz

O Meu Desejo
Desejo olhar pela janela;
Desejando os teus beijos,
Querendo amar-te…...
Meu rosto olha para traz;
Há luz do dia não te encontro.
Vem a lua…
Com todo o seu esplendor;
E ainda não sinto nada:
Porque tu te foste embora,
Para nunca mais voltar.
Olho para mim…
E queria beijar teus lábios;
Beija-me?
Como se fosses o símbolo:
Do meu amor.
Vem hoje à noite?
Para me acalmar;
Com os teus abraços e beijos:
E me livrares desta loucura.

Autor: Santa Cruz
Direito do Autor @reservado

3 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Que poema tão bonito!!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um poema escrito com a alma
Usando as cores da noite e da saudade.
Parece-me uma excelente partilha.

Duarte disse...

São os nobres desejos que provoca o muito amar e o desejo dessa companhia amando.
Nobres e belos sentimentos...
Besos, amiga mía!