terça-feira, 25 de abril de 2017

ABRIL SEMPRE!
Lembram-se do antes? Tudo mudou, como uma noite que se fez dia. Esperamos demais e mesmo assim a evolução foi vertiginosa. Muitos a estranharam, não estavam preparados. Problemas? Sempre haverá problemas!
Esta é a madrugada que eu esperava ...
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo.

Sophia Mello Breyner

10 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Uma bonita homenagem ao dia.
Um abraço e viva o 25 de Abril

✿ chica disse...

Poesia linda e tudo mudou após essa data,não? bjs, tudo de bom, chica

Cidália Ferreira disse...

Viva o 25 de Abril!

Beijos e um dia feliz

Graça Pires disse...

A Sophia disse tudo com este magnífico poema. Que Abril possa continuar sempre.
Um beijo.

Zulmira Romariz disse...

GOSTEI DO POEMA, EU NÃO ME LEMBRO MUITO BEM DO ANTES, NEM CONSCIÊNCIA POLITICA EU TINHA, ANOS DA MINHS ADOLESCÊNCIA TINHA 13 ANOS NO 25 DE ABRIL,
BJS AMIGA, COMO VAI A SAÚDE? BJS

Pedro Luso disse...

Olá Irene.
A minha visita de hoje tem um único propósito, qual seja, deixar o meu abraço para ti.
Pedro

Ana Bailune disse...

Fico pensando: será que mudou?

Pedro Coimbra disse...

Não há comparação possível entre o Portugal de 24 de Abril de 1974 e o actual.
Com tudo o que ainda há para fazer, com todos os problemas existentes, qualquer comparação é até descabida e desonesta.

Zulmira Romariz disse...

Obrigada Irene pelo comentário, além de meu amigo é meu marido, bjs amiga

Parapeito disse...

Grande poema.~
Problemas vai sempre haver...mas o que importa é que haja sempre vontade e força para os resolver.
abraço*