segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Balada de um Batráquio foi considerada a melhor curta-metragem apresentada na 66ª. Berlinale

‘Balada de um Batráquio’ foi considerada a melhor curta-metragem apresentada na 66.ª Berlinale.


CARAS

21 de fevereiro de 2016, 12:50


Balada de um Batráquio, de Leonor Teles, recebeu este sábado, 21 de fevereiro, o Urso de Ouro na categoria de curtas-metragens, no Festival Internacional de Cinema de Berlim. Em declarações à agência Lusa, a realizadora confessou que o prémio “foi completamente inesperado”. “Nunca pensei, achei que era impossível. Somos pequeninos, fizemos um filme com pouco dinheiro, sempre acreditaram em mim e estar aqui e ter ganhado o Urso de Ouro é uma coisa inacreditável", acrescentou Leonor Teles após a entrega dos galardões.
O filme expõe comportamentos xenófobos em relação a membros da etnia cigana em Portugal e tem como objetivo ajudar a combatê-los.

fonte: Caras online
Foto: Getty Images


 


(trailer)

9 comentários:

Graça Pires disse...

Fiquei contente. Parabéns à Leonor Teles.
Beijos.

O Árabe disse...

Não assisti ao filme, amiga; mas a xenofobia, sem dúvida, é algo que merece ser combatido em todas as frentes! Boa semana.

Elvira Carvalho disse...

Que bom. E que prestígio para ela.

Um abraço

Pedro Coimbra disse...

Uma surpresa total.
Parabéns à realizadora.

Gumer Paz disse...


Gracias por compartirlo, Irene.
Que tengas una gran semana. Un beso :)

Malu Silva disse...

Depois de um tempo longe dos blogs eu voltei!
Aguardo visita dos amigos!!!

http://momentosbrancoepreto.blogspot.com.br/

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, 2500€ foi o suficiente para que Leonor Teles fizesse o filme e fosse premiada para orgulho dela e dos portugueses, parabéns Leonor Teles.
AG

Élys disse...

Quando se tem talento e a intenção é boa, a vitória pode acontecer como aconteceu.
Um abraço.

São disse...

Esperemos que seja sempre um sucesso a carreira da realizadora.

Beijinhos, esperando ue esteja bem, amiga