quinta-feira, 1 de outubro de 2015

De: Manuel Marques de Jesus

Abraço-te e danço...
Lá fora o vento
varre as estrelas
lágrimas voam ! Silêncio na noite...
a lua ao relento...

O vento
para lá e para cá
meu coração estremece
embalo no vento
abraço-te e danço...

6 comentários:

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Lindo querida Irene!
Bela escolha, um abraço e felizes dias sempre.

Elvira Carvalho disse...

Um curto mas intenso poema. Gostei.
Um abraço

Cidália Ferreira disse...

Poema maravilhoso!
Adorei

Beijo de boa noite

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Mari-Pi-R disse...

Bonitas palabras así que la imagen, un abrazo.

Duarte disse...

Uma boa filosofia, deixar-se embalar pelo vento... mas que não venha nenhuma tempestade!
Abraços de vida, querida amiga

lidacoelho disse...

Muito bom este abraçar e dançar como o vento.